search for something...

search for something you might like...

Ritmos de Resiliencia dada Joaozinho: da Quarentena Sombria ate o Estrelato

Ritmos de Resiliencia

dada Joaozinho: da Quarentena Sombria ate o Estrelato

by Sofia Ribeiro Willcox, Cultural Exchanger and Explorer
first published: September, 2023

approximate reading time: minutes

Esse conjunto de fatores resultaram em um album ecletico. Com dub, hip hop, musica Latina, baile funk, punk e samba...

Cover artdadá Joãozinho Ritmos de Resiliência: da Quarentena Sombria até o Estrelato

dadá Joãozinho é um artista crescente que está estreando o seu primeiro álbum solo no dia primeiro de setembro de 2023. Ele era parte do grupo ROSABEGE, formadoa em 2017. Ele foi criado em uma casa musical com o pai o ensinando a tocar violão no início da adolescência e os amigos do primeiro sempre preenchiam os cômodos com música. Além disso, dadá Joãozinho escrevia letras de música no computador de sua mãe e ouvidos atentos ao rádio, especialmente Akon, Sade e Marisa Monte. O álbum de estreia se chama tds bem Global.

O disco difere-se do seu grupo anterior que era inspirado na Zona Sul Carioca, que é conhecida como a região em que originou a Bossa Nova e pop sintetizador. João Rocha criou um novo alter na pandemia em homenagem a uma criatura especial de sua vida. Essa persona provocativa o permitiu “estar aberto a possibilidades, outras maneiras de cantar, outras fontes de coragem.” Durante a pandemia, o Brasil esteve em fases de isolação intensa com muitas ondas de Coronavírus e a cereja do bolo, políticas tóxicas. Diante dessas circumstâncias, a música ganhou ainda mais importância na vida dele, tornou-se sua força motriz, estimulou o seu corpo a se mover de forma diferente. Ele canta o que quer dizer, toca o que sente.

Diante desse tempo sombrio no Brasil, dadá Joãozinho mudou-se de Niterói para São Paulo quando tinha 23 anos. Essa mudança de cenário influenciou no som dele, nas palavras dele “Para mim, São Paulo há um sentimento punk. O aspecto multicultural disso também me tocou muito, me levou a muitas coisas que eu não tinha entendido.” tds bem Global reflete a escuridão do passado, o medo de repetir o mesmo. Durante o regime militar brasileiro, Gilberto Gil e Jards Macalé foram exilados na Londres chuvosa. Enquanto Bad Brains e Bob Marley participavam do Black Art in Dub de Lee Perry. O objetivo de Rocha era uma auto-provocação em troca de mudança e uma vida vivida de outra perspective. 

O processo criativo de Rocha para tds bem Global foi muito diversificado. Exodus de Bob Marley e Um Banda Um de Gilberto Gil foram ouvidos com frequência no estúdio. No tempo livre do primeiro, foi ouvido Arca, Bad Brains, Itamar Assumpção, Black Alien, Playboi Carti, Talking Heads, Fela Kuti, Pharoah Sanders. Algumas músicas e uma parte da produção foram feitas de casa, em Niterói com Ullmann e Chabudé. Eles experimentaram com instrumentos e samples, criando colagens de som e improvisações. Ao lado de amigos para gravar repercussões e instrumentos de sopro. Por último e não menos importante, tttigo fez a pós-produção e mixagem. Esse conjunto de fatores resultaram em um álbum eclético. Com dub, hip hop, música Latina, baile funk, punk e samba. Enquanto inventou alguns estilos futuros. Além de ter tocado quase todos os instrumentos musicais. Desde de vilões, guitarras elétricas, órgão, para produção eletrônica para programação de bateria, entre outros.

“Ô Lulu” mistura um groove acústico com stabs de órgão, bateria de mão e balística de guitarra.

“Cuidado!”(feat. Alceu, Bebé) tem traços de hip hop enquanto o sintetizador analógico e a faixa da bateria eletrônica 

“Minha Droga” é uma psicodelia com mantra sincopado.

“Outro Momento” é um adiamento carregado de reverberação da nação rítmica, inspirada na Bossa-nova.

“Pai e Mãe” é um samba experimental.

Gêneros e instrumentos múltiplos intercalados com vocais empilhados, golpes de trompa imponentes, batidas orgânicas e inorgânicas “VEJA” (feat JOCA).ão

tds bem Global não tem nenhuma ordem específica para guiar a experiênca. Várias músicas expressam o tema de liberdade e a procura por meios de viver.  Também representam tomar os riscos musicalmente e na vida, e  curtir a loucura global. Cada uma com o seu significado particular para o criados. O conselho dele para os próximos que querem seguir o seus passos são “Continue fazendo. Continue experimentando, eu estou apenas começando também.”

tds bem Global retorna o debate sobre a importância das artes nos momentos sombrios; cura enquanto diverte. Faz-nos reconectar ou conectar com nossos sentimentos, ao mesmo tempo que proporciona conforto. Ajuda-nos a encontrar o significado e a flor de lótus, que cresce na lama e no lodo no fundo de um lago, e ainda floresce em uma flor imaculada e perfumada, desdobrando suas pétalas brilhantes em direção ao sol. João Rocha indica que a arte pode ser um forte método de comunicação e conectar-nos a todos através de humanidade e experiências. Nos tempos mais sombrios, a arte pode ser a luz para encontrar a força e a resiliência em nós.

Sofia Ribeiro Willcox
Cultural Exchanger and Explorer

Sofia has a BA with Hons in Creative and Professional Writing and Film and Television Studies from the University of Wolverhampton (2020-2023). Born in Brazil, Sofia is an enthusiast of pop culture (cinephile and melophile), social sciences (snowflake generation), and poetry (lusophone).


about Sofia Ribeiro Willcox »»

RECENT STORIES

RANDOM READS

All About and Contributors

HELP OUTSIDELEFT

Outsideleft exists on a precarious no budget budget. We are interested in hearing from deep and deeper pocket types willing to underwrite our cultural vulture activity. We're not so interested in plastering your product all over our stories, but something more subtle and dignified for all parties concerned. Contact us and let's talk. [HELP OUTSIDELEFT]

WRITE FOR OUTSIDELEFT

If Outsideleft had arms they would always be wide open and welcoming to new writers and new ideas. If you've got something to say, something a small dank corner of the world needs to know about, a poem to publish, a book review, a short story, if you love music or the arts or anything else, write something about it and send it along. Of course we don't have anything as conformist as a budget here. But we'd love to see what you can do. Write for Outsideleft, do. [SUBMISSIONS FORM HERE]

OUTSIDELEFT UNIVERSE

Ooh Ha Ha Ha Ha Ha May 29th
OUTSIDELEFT Night Out
weekend

outsideleft content is not for everyone